Empoderando a liderança da sua organização: projeto de avaliação, estruturação e reorganização

Posted By on maio 29, 2017 | 0 comments


Empoderando a liderança da sua organização: projeto de avaliação, estruturação e reorganização

Saiba como estruturar o time de líderes da sua empresa para obter mais eficácia nos resultados.

É possível remontar à Idade Média para explicar, passo a passo, o porquê da necessidade de se discutir liderança, mas não é este o objetivo deste texto. Vamos resumir e partir de uma época mais próxima de hoje: o Fordismo.

O mercado vem de um sistema fabril de produção em massa, que necessitava de pessoas técnicas e operacionais de qualidade para que a esteira de produção não parasse. A demanda era alta, os concorrentes, poucos, e percebia-se um movimento de aumento da renda per capta (mesmo que timidamente) da população brasileira.

A regra era simples: quanto mais produzir, mais vai vender. Quanto mais vender, mais conquistará marketshare. E, quanto mais conquistar o marketshare, maior o faturamento, maior reconhecimento de marca, maior o sucesso da marca. Claro, este é um esquema resumido que não leva em consideração muitas outras variáveis (guerras, crises financeiras, quedas de governos e etc.). O importante, neste ponto, é perceber que a demanda por planejamento estratégico das empresas não era alta.

O sistema de estruturação era focado no produto e sua produção. O que importava era, basicamente, a qualidade, a quantidade, o tempo de produção e o preço de venda dos produtos.

Mas, como todos os outros aspectos da história, o mercado também evoluiu. O número de concorrentes aumentou, a demanda retraiu, a criação de produtos inovadores e não existentes anteriormente não era mais tão veloz. O ritmo vertiginoso de mudanças está delineando um novo paradigma de Gestão e, com isso, a necessidade de se reavaliar fluxos, processos e funções corporativas para melhor adaptação ao novo cenário.

Avaliando o atual cenário

Fonte: Google

Fonte: Google

Antes de qualquer mudança, é necessário entender o momento da empresa e do seu quadro de líderes.

Existem alguns questionamentos que podem ajudar a obter uma boa perspectiva:

  • Os objetivos estratégicos da organização estão sendo alcançados?
  • Os líderes conhecem e trabalham para alcançar tais resultados?
  • Existe um alinhamento entre os objetivos estratégicos da empresa e a cultura e o clima organizacional?
  • Como os líderes trabalham para o desenvolvimento dos seus liderados?
  • Existe um plano de sucessão? Como está a percepção do futuro da organização?

No caso de entender-se, então, que realmente é necessária uma reestruturação da liderança corporativa, o primeiro passo deve ser mapear a atual situação dos líderes, quais são seus pontos fortes e quais devem receber mais atenção. Além disso, é muito importante saber qual é a potencialidade de desenvolvimento de competências de cada um e o seu fit com a sua função. Neste ponto, é possível que surjam vários insights de movimentação de pessoas, que um líder de uma área pode se desenvolver melhor em outra e assim por diante.

O assessment é uma ótima ferramenta para esta etapa do projeto, permitindo entender o momento profissional de cada um dos avaliados e, posteriormente, ranqueá-los de acordo com uma régua de nivelamento de métricas do projeto, percebendo quem está mais alinhado e pode ser um possível multiplicador destes objetivos para todo o capital humano.

Desenvolvendo os líderes

Fonte: Google

Fonte: Google

Depois de entender o cenário da liderança corporativa e ranqueá-los de acordo com a régua de objetivos do projeto, é preciso traçar um plano para desenvolver os atuais gestores.

O coaching é uma ferramenta extremamente eficaz para este momento, já que proporciona uma nova percepção do profissional sobre a cultura corporativa, suas relações com chefes e com liderados além de, é claro, uma ampliação da percepção sobre os seus próprios potenciais e gaps.

Neste ponto, é necessário já ter estruturado quais serão os líderes que vão ser preparados para promoção, quais devem ser movimentados de área e até mesmo, caso necessário, quais devem ser desligados.

Esta etapa, considerada um planejamento estratégico para a gestão, não só ajuda no atingimento dos objetivos do projeto de liderança mas também auxilia na sustentabilidade da empresa, pensando tanto no presente – e na maior eficácia dos gestores – mas também no futuro, em quem deve ser desenvolvido para assumir novas posições da alta gerência, como Diretores, VPs ou Presidentes.

Nunca pare de medir os resultados

Fonte: Google

Fonte: Google

Depois de implementado o projeto, é fundamental que se crie uma cultura de avaliação contínua da gestão da empresa, revendo objetivos e adequando eventuais desvios para que se obtenham os melhores resultados possíveis.

Metodologias como o PDCA – Plan, Do, Check e Adjust – e outras diversas, que se baseiam na avaliação continua para a evolução constante, são ótimas alternativas para serem utilizadas no pós projeto. Além delas, é possível pensar em realizar, de tempos em tempos, pesquisa de clima organizacional e novos projetos de assessment e plano de desenvolvimento individual, criando, assim, uma cultura de desenvolvimento contínuo do capital humano da organização.

Com esse fluxo de avaliação, acompanhamento e desenvolvimento da liderança corporativa, é perceptível o aumento em métricas como:

  • Engajamento
  • Clima organizacional
  • Performance de líderes e liderados
  • Fit entre o propósito da companhia e o perfil dos colaboradores

E aí, o que você achou da nossa proposta de projeto de reestruturação da liderança? Tem alguma sugestão? Coloque nos comentários a sua opinião! :)

 

Rafael Oliveira, 31 anos, é formado em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Já trabalhou como diretor de arte e designer freelancer, mas encontrou sua paixão profissional no marketing & comunicação. Atualmente é consultor de marketing digital da Hunter Consulting Group e gosta de falar sobre os mais diversos assuntos ligados ao mundo corporativo: desenvolvimento humano, liderança, marketing, empreendedorismo, gestão, mercado e política.

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *